Mais que uma modalidade de Arte Marcial... Um estilo de vida!

TURBINE AGORA MESMO SEU TREINAMENTO!!
Junte-se a 3.251 leitores inteligentes e baixe o seu
Kit do Praticante Avançado de Ving Tsun (É Gratis!!)

A História do Kung Fu – Parte 2

Na parte 2 da nossa jornada pela História do Kung Fu, acompanhe o aparecimento de Bodhidharma... Conheça essa figura lendária e mitológica dentro da história e sua influência no desenvolvimento dos diversos estilos de Kung Fu...

A HISTÓRIA DE BODHIDHARMA

BodidharmaBodhidharma, também conhecido por Daruma Taishi, Ta Mo ou Bodai Daruma, foi um príncipe indiano, filho do Rei Sughanda. Como príncipe Bodhidharma pertencia a casta Kshastryia (casta guerreira), foi aluno do grande mestre Prajnatara, conhecido na época como o maior guerreiro da índia, que lhe transmitiu os conhecimentos do Vajramushti (arte marcial dos guerreiros indianos). Quando Prajnatara se converteu ao Budismo, recebeu do Abade Punyamitra (vigésimo sexto patriarca do Budismo), a tarefa de continuar a divulgar o Budismo após a morte deste. Com a morte de Punyamitra, Prajnatara se tornou o vigésimo sétimo patriarca do Budismo e transmitiu seus conhecimentos filosóficos a Bodhidharma que se empenhou muito nos estudos budistas. Quando Prajnatara morreu (por volta de 520 d.C.), Bodhidharma se tornou o vigésimo oitavo patriarca do Budismo e dando prosseguimento a missão de seu mestre, viajou para vários países do oriente reconduzindo a filosofia budista que até então estava desviada dos verdadeiros a dogmas de Buda. Quando Bodhidharma foi à China a convite do Imperador Liang Wu Ti, notou que este não seguia os verdadeiros conceitos budistas, tratando o povo com muita severidade e impaciência. O mais importante registro a respeito de Bodhidharma com relação a Liang Wu Ti foi uma história que ficou muito conhecida:

O Imperador Liang Wu Ti  que era muito orgulhoso e presunçoso, um dia mandou chamar Bodhidharma e controu-lhe que construiria Templos Budistas, divulgaria o Budismo em grande parte do país e nomearia monges budistas para cargos políticos importantes e perguntou a Bodhidharma o que ganharia por isso e que méritos teria diante de Buda. Bodhidharma respondeu que não ganhará nada e não tinha mérito nenhum por fazer estas obras (um dos conceitos do Budismo que ensina que você realizar alguma obra esperando ser recompensado, receberá nada como recompensa). Wu Ti ficou furioso e perguntou a Bodhidharma o que deveria então fazer para ser recompensado por Buda. Bodhidharma respondeu-lhe que deveria dormir até o meio-dia, não entendendo nada, Wu Ti foi perguntar aos sábios da corte se poderiam interpretar o que Bodhidharma havia dito. Após muito conversarem entre si, os sábios disseram a Wu Ti que este era muito malvado para o povo e que quando Bodhidharma lhe aconselhou a dormir até o meio-dia, reduziria pela metade as maldades que cometia diariamente. Mais furioso do que antes, Wu Ti ordenou que Bodhidharma fosse imediatamente capturado e trazido até sua presença mas Bodhidharma, prevendo a fúria do Imperador, já havia viajado para o reinado de Wei.

Chegando a Wei, Bodhidharma foi recebido pelos monges e hospedado no Templo da montanha Soong Chan. Diz a lenda, que neste templo Bodhidharma sentou-se de frente para uma parede e meditou durante nove anos seguidos.

E então!! Gostou do artigo?

E então!! Gostou do artigo?

Não esqueça de baixar sua cópia do Kit do Praticante Avançado de Ving Tsun, juntando-se a 3.251 leitores inteligentes e receba atualizações, artigos e dicas para melhorar a aprimorar cada vez mais seu Kung Fu (É Gratis!!)

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.