Mais que uma modalidade de Arte Marcial... Um estilo de vida!

TURBINE AGORA MESMO SEU TREINAMENTO!!
Junte-se a 3.251 leitores inteligentes e baixe o seu
Kit do Praticante Avançado de Ving Tsun (É Gratis!!)

Como entender definitivamente a Teoria da Linha Central do Wing Chun

Olá, neste post (com vídeo), você vai entender de uma vez por todas a Teoria da Linha Central do Wing Chun e porque essa Teoria é tão importante nesse Sistema de Kung Fu.

O Sistema Wing Chun (Ving Tsun) é regido por diversas teorias e princípios que seus praticantes devem seguir se quiserem obter a melhor experiência dentro dessa modalidade de arte marcial.

Talvez seja por isso que o Ving Tsun seja conhecido como um Sistema ou Estilo de Kung Fu altamente lógico e que cada conteúdo apresentado ou ensinado segue uma ou várias dessas Teorias ou Princípios.

Dentre todas, talvez a mais famosa e com certeza uma das mais importantes teorias é a “Teoria da Linha Central”, 中 – Jung (Centro); 心 – Sam (Coração); 線 – Sing (Linha).

Entender a Teoria da Linha Central do Sistema Ving Tsun é muito simples porém dominar essa teoria é o que vai separar o praticante do Mestre.

Basicamente, essa teoria consiste em 2 linhas imaginárias.cl-picture

Uma no plano vertical, cortando o corpo humano exatamente ao meio.

E outra que se inicia também no centro do corpo e se projeta para frente no plano horizontal.

Todos os movimentos do Ving Tsun devem trabalhar nessa linha e a maior preocupação dos praticantes dessa modalidade de arte marcial estará sempre em ocupar a linha central.

Porém, para entender as vantagens estratégicas em ocupar a linha central e porque isso é importante para os praticantes de Ving Tsun, devemos analisar alguns pontos…Young_boxers_fresco,_Akrotiri,_Greece

Vamos tentar entender como essa teoria foi criada, qual foi o raciocínio por trás da teoria que levou com que os Mestres do passado chegassem ao que hoje conhecemos como Teoria da Linha Central.

Você já parou para se perguntar “Como uma arte marcial é criada?”

Vamos imaginar que você desejasse criar uma nova arte marcial e que essa arte marcial fosse bastante eficiente contra diversas outras existentes… Como você faria isso?

Pra fazer isso, uma pessoa normalmente imaginaria todas as formas que ela poderia der atacado… Com as mãos, com os pés, com outras partes do corpo como cotovelos, joelhos, cabeça, etc.

Daí, então ela imaginaria formas de se defender desses ataques.

Brotherandsister-teenNormalmente é assim que a maioria das artes marciais foram criadas.

O grande problema disso, é que as formas de um ser humano atacar ou agredir outro ser humano são infinitas, gerando formas de defesas também infinitas.

Isso acaba gerando 2 inconvenientes para se criar uma arte marcial eficiente:

  • 1 – Dominar essa infinidade de técnicas de ataque e defesa levaria muito tempo. Você deve levar em consideração que aprender uma determinada técnica e dominar essa técnica numa situação extrema de estress são coisas bastante diferentes.
  • 2 – Isso vai gerar aquele princípio “Se sou atacado com a técnica X, devo me defender usando a técnica Y”. Isso é conhecido como “Lógica de Modelo”, ou seja, eu crio um modelo e ele fica ali, à minha disposição, se ele desfere um soco assim, eu defendo assim, se ele chuta dessa forma, eu defendo dessa outra forma. Esse princípio acaba gerando um engessamento da arte marcial, tentando prever uma técnica de defesa para uma suposta técnica de ataque.

A visão do Sistema Ving Tsun é exatamente o oposto, ou seja, não tentar prever absolutamente nada! Esperar que a coisa aconteça para então, tomar a melhor decisão de como agir. Isso é conhecido como “Lógica de Desenvolvimento”.

Esta forma de pensar, surgiu no período dos Estados Combatentes e está mais de acordo com a forma do pensamento chinês, ou seja, eu aceito que eu não posso prever o que acontecerá e como acontecerá e então eu procuro me manter alerta, aumentando minha sensibilidade no ambiente, de forma que quando a situação se apresentar, eu tenha informações suficientes para agir da melhor forma para aquela situação específica.

Com base nesse raciocínio, vem uma grande questão, aliás “A Questão!”…

Como posicionar minhas mãos estrategicamente, de forma que, mesmo sem prever nada, sem saber o que pode acontecer, qualquer ataque gerado possa ser interceptado?

A resposta para essa pergunta é exatamente a Teoria da Linha Central.

Quando você segue a Teoria da Linha Central, você cria um ponto imaginário que permite que ao ocupar esse ponto e mantê-lo, você esteja estrategicamente em vantagem contra ataques desferidos por outros lutadores.

Está gostando do artigo?

E então!! Gostou do artigo?

Não esqueça de baixar sua cópia do Kit do Praticante Avançado de Ving Tsun, juntando-se a 3.251 leitores inteligentes e receba atualizações, artigos e dicas para melhorar a aprimorar cada vez mais seu Kung Fu (É Gratis!!)

Se você reparar um praticante de Ving Tsun em Jong Sau, ou seja, em posição de luta, você vai perceber que suas mãos estão exatamente no meio do corpo.

Isso permite que ele possa posicionar suas mãos para defender as áreas mais visadas para ataques rapidamente porque elas se movimentam numa distância menor do que se fosse adotado outro tipo de posicionamento.

Quando expliquei isso para um amigo, praticante de outra modalidade de arte marcial ele me fez um questionamento interessante e que eu quero comentar aqui porque isso vai te dar uma compreensão melhor da Linha Central do Ving Tsun e aumentar seus conhecimentos sobre a cultura oriental, mais especificamente a chinesa.

Ele me fez a seguinte pergunta… Tudo bem Adriano, eu entendi o conceito do ponto estratégico e da diminuição das distâncias de forma a aumentar a velocidade dos movimentos e consequentemente a interceptação dos ataques do adversário.

Mas se o conceito da teoria da linha central é se posicionar no centro do corpo, a linha central horizontal não deveria ser mais baixa? Porque, dentro de tudo isso que você me explicou, essa linha horizontal imaginária está na altura do peito e não na altura da cintura, já que a linha da cintura é que seria o “meio” do corpo se você analisar verticalmente?

O raciocínio desse meu amigo estaria corretíssimo, assim como o seu raciocínio que está assistindo esse vídeo e se percebeu esse detalhe também estaria corretíssimo.

Para responder esse questionamento e você entender de uma forma completa eu preciso te explicar o conceito de “corpo” na visão chinesa.

Nós ocidentais interpretamos o corpo humano exatamente como o vemos, cabeça, tronco e membros, é assim que aprendemos na escola não é mesmo?

Porém a visão que o oriental tem do corpo humano é um pouco diferente…

Para o chinês, os braços e as pernas não fazem parte do corpo humano! Estranho isso não é mesmo?

O pensamento basicamente é o seguinte, se você puder cortar uma determinada parte do corpo e a pessoa não morrer, essa parte não faz parte do corpo. Se você cortar e a pessoa morrer, faz parte do corpo.

Se cortar a perna de uma pessoa, ela morreria? Provavelmente não, existem muitas pessoas que vivem sem uma perna. Então, na visão oriental as pernas não fazem parte do corpo.

Com os braços a mesma coisa… Uma pessoa poderia viver sem um ou até mesmo sem os 2 braços.

Se fosse cortada a cabeça de uma pessoa, ela sobreviveria, muito provavelmente não. Então a cabeça faz parte do corpo.

Se fosse cortado o tórax de uma pessoa, ela sobreviveria. O tórax abriga a maioria dos órgãos vitais do corpo humano e muito provavelmente uma pessoa que tivesse seu tórax cortado também não sobreviveria.

Então, seguindo esse conceito, este seria o corpo humano de acordo com a visão oriental.

Quando você analisa a Teoria da Linha Central levando em consideração essa forma de pensar do oriental sobre o corpo humano, fica fácil compreender porque o Centro vertical está na altura do peito e não da cintura.

E é exatamente por isso que a linha central horizontal, se mantém nesse plano.

É isso ai!

Nesse artigo você aprendeu que a Teoria da Linha Central do Ving Tsun é uma das mais importantes teorias do sistema e que dominar essa teoria e os conceitos envolvidos no entendimento da mesma é o que separa o praticante do Mestre.

Que a Teoria consiste em 2 linhas imaginárias, uma cortando o corpo humano no sentido vertical e outra no sentido horizontal que se inicia na altura do peito e se projeta para frente.

Aprendeu também que ocupar a linha central te oferece uma vantagem estratégica porque você precisa percorrer uma distância menor com as mãos para defender as áreas mais visadas para ataques.

E aprendeu como é a visão oriental sobre o corpo humano, o que contribui para o melhor entendimento da Teoria da Linha Central.

Espero que você tenha compreendido esses conceitos dessa que é uma das teorias mais importantes do Sistema Ving Tsun.

Se você gostou desse artigo e acredita que essas informações podem ajudar um amigo, algum praticante de Wing Chun ou de qualquer outra arte marcial que você conheça, compartilhe o artigo.

Com toda a certeza, você estará ajudando um praticante de arte marcial a compreender melhor esse assunto.

 

E então!! Gostou do artigo?

E então!! Gostou do artigo?

Não esqueça de baixar sua cópia do Kit do Praticante Avançado de Ving Tsun, juntando-se a 3.251 leitores inteligentes e receba atualizações, artigos e dicas para melhorar a aprimorar cada vez mais seu Kung Fu (É Gratis!!)

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.